Tag Archives: proteína

Como evitar dano na haste capilar por tintura oxidativa de loiro claro aos cabelos castanhos claro, branco e escuro?!?

6 nov

Pessoal,

Vi esse artigo e amei…isso pode não ser novidade para vocês, mas achei interessante as análises de proteção da haste capilar contra a tintura oxidativa para quem quer ficar loirissimo/loirissima! Nada contra os cabelos castanhos, pois amo os meus! rsrs

Meus préstimos ao autor e orientadora do trabalho, que citarei no fim deste texto para quem quiser ler detalhadamente o trabalho.

Foram adicionadas 3 substâncias condicionadoras em separado na tintura, elas são: panthenol – silanetriol, dimeticone e proteína hidrolizada da seda e leite. Foram avaliadas as propriedades de ruptura, perda protéica (adicionou albumina bovina nos fios e mediu-se quanto dessa albumina foi perdida, o autor chamou isso de perda protéica) e pentabilidade a seco e úmido, cor e térmica.

Foi adicionado 3% de condicionante a tintura.

Nada de suspense, vamos logo aos resultados…ambas substâncias diminuiram a resistencia à penteabilidade, era de se esperar, pois são substancias condicionantes, dão deslize aos cabelos. Reduziram a perda protéica e não interfiriram no experimento de ruptura! O Panthenol e dimeticone (silicone) inibiram a degradação das fibras capilares entre 170 graus Celsius e 270 graus. Por isso quem usa muita chapinha, secador, qualquer coisa que aqueça os fios, use dimeticone ou panthenol!

Detalhe: fios brancos foram os que mais perderam albumina (perda protéica). Pois, cabelos grisalhos são mais porosos do que os não grisalhos, ou seja, absorvem a cor mais rapidamente e perdem a cor também mais rapidamente e também perdem a proteína mais facilmente por ser mais poroso!

Ordem de maior perda de albumina:

1) tintura oxidativa loiro claro; MAIOR PERDA!

2) tintura + proteína da seda e leite; ABAIXO DE SÓ USAR A TINTURA SOZINHA

3) tintura + dimeticone

4) tintura + panthenol (O GANHADOR!!!) Use Pantenol junto com a tintura..rsrrs

5) cabelo virgem sem tintura…é claro que esse tem menor perda..nao foi tingido, mas isso é só pra provar que ele realmente perde menos proteína! (lembrando essa proteína é albumina bovina que no cabelo virgem quase que permaneceu….a albumina foi usada pra provar que a tinta oxidativa remove propriedades do cabelo!

O Panthenol e a dimeticone foram uma película hidrofóbica na cutícula do cabelo, protegendo ele!

Adicionar esses elementos a alisantes também ajudar a danificar menos!

Na retenção da cor, embora haja diferença…essa diferença não é muita…sem adicionar os condicionates a cor se perdura mais, seguida da tintura + proteína de leite e seda, depois vem tintura + dimeticone (silicone), por fim a tintura+ panthenol. Mas essa diferença é pouca, como eu já disse…compensa proteger o cabelo o panthenol ou dimeticone ou mesmo a proteína!

Bom, esse foi um super resumão do documento! Quem quiser ler mais detalhadamente veja em:

http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9139/tde-19012011-145405/publico/Mestrado_Robson_Miranda_daGama.pdf

Beijus Moleculares,

Re Rosa

 

Anúncios

A estrutura do cabelo – parte 2

3 out

CLASSIFICAÇÃO DOS AMINOÁCIDOS QUANTO ÀS PROPRIEDADES FUNCIONAIS – neutro, ácido ou básico??

Na Parte 1 eu havia falado para vocês que na parte 2 eu explicaria como identificar as cadeias laterais (os grupos R) dos aminoácidos que são ácidos ou básicos, aí vamos nós!
Os aminoácidos podem apresentar caráter neutro, ácido ou básico.

Aminoácido neutro (serina, a treonina, a tirosina, a glutamina, e a asparagina):

– possui número de radicais carboxila igual ao número de radicais amino.

Aminoácido ácido (ácido glutâmico e o ácido aspártico):

– possui número de radicais carboxila maior que o número de radicais amino.

Aminoácido básico (histidina, a lisina e a arginina):

– possui número de radicais carboxila menor que o número de radicais amino.

Dois aminoácidos podem se ligar  com a perda de uma molécula de água a partir de do -COOH de um aminoácido e do grupo-NH2 do outro, como mostrado na Figura abaixo:


A molécula resultante, chamado de dipeptídeo, tem ainda um grupo -NH2 em uma extremidade e um grupo -COOH na outra, podem ocorrer reacções semelhantes com outros aminoácidos para formar tri-, tetra- e pentapeptidos.

Cadeias peptídicas contendo mais de 50 aminoácidos de comprimento são geralmente chamadas de proteínas.

A Queratina do cabelo, assim como todas as outras proteínas, consiste em cadeias de muitos aminoácidos ligados entre si por ligações de amida (péptidio) . A ordem destes aminoácidos ao longo da cadeia é chamada de estrutura primária da proteína e forma as 3 letras  dos aminoácidos, por exemplo, -Gly -Ala cys -gln -glu -lys -asp, entre outras.

Proteínas pode ser constituídas por milhares de aminoácidos.
A Queratina do cabelo tem uma proporção de até 14% do aminoácido cisteína (Cys). Veremos em breve que isto é altamente significativo no que diz respeito às propriedades do cabelo.

Nos próximo tópicos da Parte 3 e 4 veremos o ácido tioglicólico e a quebra das ligações S-S…mmm…e você já deve ter ligo que quebra das ligações de Enxofre podem causar o alisamento dos cabelos ne?

Beijus moleculares a todas(os)!

Re.