Tag Archives: aminoácidos

Reposição de aminoácidos – importante!!!

24 fev

Oi Pessoal,

Como a maioria dos comentários no blog são sobre tratamento pós-química, vou falar um pouco de aminoácidos e recomendações de tratamento ANTES e DEPOIS da aplicação de uma química nos fios!

amino-hair

Os aminoácidos são moléculas orgânicas formadas por átomos de carbono (C), hidrogênio (H), oxigênio (O) e nitrogênio (N). Alguns podem conter enxofre em sua composição. Tais moléculas orgânicas são importantes para não só os fios de cabelo mas também todo o corpo! Os aminoácidos se unem através de ligações peptídicas, formando as proteínas. Para que as células possam produzir sua proteínas, elas precisam de aminoácidos!!

IMPORTANTE: Couro cabeludo precisa de aminoácidos! Como o couro cabeludo é uma pele, os aminoácidos são essenciais para mantê-lo bem e promovendo o crescimento do cabelo saudável. Aminoácidos são conhecidos para promover o crescimento do cabelo.

Portanto, vai fazer uma química nos fios, antes e depois utilize uma linha e aminoácidos, veja que eu disse ANTES de aplicar a química e depois mais ainda!! Tenho recebido muitos comentários de pessoas que usam neutralizante nos fios para tratamento e sou CONTRA usar o neutralizante como tratamento, ele nãooo trata, ele só danifica a longo prazo! Neutralizante só deve ser usado junto com a química nos fios ou após passar o colorante ou alisante, na mesma hora e não depois de 1 dia, ou uma semana! Depois de 1 dia, uma semana, 1 mês, se for aplicado sozinho ele danificará os seus fios, esqueça o que alguns cabelereiros irão te ensinar ou o blog de Fulano que recomenda fazer tratamento com neutralizante…isso não existe, neutralizante não trata, O QUE TRATA É uma boa carga de aminoácidos e nada de aplicar químicas seguidas nos fios!

Costumo indicar a linha de aminoácidos da Marie Solti que é vendida pela loja virtual: http://lojavirtual.mariesolti.com.br/

Então aminoácidos são importantes pro corpo, cabelos e couro cabeludo! E não esqueçam que o tratamento com aminoácidos deve ser usado antes da quimica também, muito importante!

Super beijus,

Re Rosa

 

 

 

 

 

Experiência com os vários produtos (argan, linha nutri, ampolas, low poo) Marie Solti em diferentes tipos de cabelo – etnico, cacheado, liso, tinto!

3 nov

Pessoal,

Eu uso os produtos Marie SOLTI, porque gosto da qualidade dele e por eles terem um bom preço. Esses dias eu estava conversando com uma amiga, Janaina B. quem tem uma cabelo lindo e sua mãe é cabelereira…eu adoro os comentário da Jana, sempre super detalhado e crítico (Jana…vou te colocar como parceira desse blog..rsrrsrs) que possui o cabelo étnico e aqui relatarei a minha e a experiência dela sobre os diferentes produtos da empresa Marie SOLTI.

Eu, Renata,  possuo o cabelo sem química, um liso ondulado e de oleoso a normal, mais oleoso no couro cabeludo e normal no comprimento. Eu prefiro a linha Argan e a linha nutri-reparadora de maçã verde e uso a de aminoácidos de  15 em 15 dias ou de 20 em 20 dias só para encorpar o cabelo, fazer reconstrução. Prefiro o creme nutri-reparação verde quando quero deixa-lo mais liso e o creme de nutri-reparação branco quando quero deixa-lo mais solto e ondulado.

Agora o depoimento da minha amiga Jana:

” Inicio do comentário:

1) Reparador com Oleo de argan – Bom aroma, não enjoativo e textura que não enseba. As vezes coloco uma gotinha na mão pra ajudar a pentear o cabelo de meu filho, então serve pra vários tipos de cabelo sem ficar oleoso.
2) ampola de restauração com aminoácidos – Misturei no produto do relaxamento (guanidina), o que ajuda a proteger e penetra nos fios enquanto as cuticulas estao abertas. Meu cabelo não perdeu os cachos, acho que até os reforçou.
3) shampoo de argan – Não deu muito certo no meu cabelo, crespo e quimicamente tratado.
4) O melhor de todos. O creme de tratamento branco (nutri) que tem uma emoliencia ótima, quase sem cheiro (ótimo) e também ajuda no cacheado. Este eu gostei muito.

Testei o creme de tratamento (verde) e ele não acentuou os cachos e reduziu o volume. O outro creme deixou meu cabelo mais fechadinho. Ambos deram brilho e se fosse escolher, o primeiro (creme nutri branco) é mais indicado pra o meu tipo de cabelo (crespo e quimicamente tratado).

5) Shampoo low poo
Meu cabelo é etnico, crespo e por isso eu o relaxo com guanidina e por vezes também uso tonalizante. Normalmente o processo químico maltrata o meu cabelo também o descolorindo, por isso o tonalizante. Desta forma meu cabelo tende a ficar bem ressecado e carente de muita hidratação. Detesto a aparência de cabelo alisado ou com cachos esticados e sem forma e mais, por vezes quero o cabelo mais natural e cacheado e por vezes quero-o escovado e liso. É muito difícil encontrar produtos pra cabelos crespos e quimicamente tratados, há uma gama de produtos pra cabelos tintos porém lisos, poucos dão mesmo resultado ao meu cabelo.
Testando o shampoo low poo eu adorei o fato de o cabelo ficar macio, ainda no banho, os fios não embolaram e dispensei o condicionador. Ao secar as fibras não perderam forma, consegui um cacheado moderado (selvagem) que pude aperfeiçoar com um creme de pentear pra cabelos cacheados.
6) Ampola de Linho
Após lavar com o shampoo Low Poo eu fiz uma hidratação com a ampola de linho e a sensação ao aplicá-la ao cabelo foi quase como a textura de um shampoo mais líquido e meu cabelo embolou, grudou. Esperei 15 minutos e enxaguei. Pra mudar decidi escovar o cabelo e notei que não estava tão embolado como quando apliquei o produto e foi fácil separá-lo em mechas pra escovar. A escova ficou ótima, a textura do cabelo mesmo antes da prancha ficou bem fina e super macia, tive receio pelo cabelo ter embaraçado ao aplicar mas estou amando passar a mão no cabelo agora, está super solto.
Com certeza eu também  indico e recomendo os produtos Marie Solti, não é preciso gastar muito pra ter os cabelos tratados. Eu obtive os resultados que gostaria e estou muito animada, poderei manter um visual/ cabelo saudável seja cacheado ou liso. TOTALMENTE indicado pra cabelos crespos e quimicamente tratados como o meu. “
Bom Pessoal..esse foi a experiencia da Jana…brigadu Jana!!
Sobre o relato da ampola de linho deixar o cabelo embolado é pelo fato de possuir Lanolina…quem já manuseou a lanolina pura, sabe que ela apresenta uma leve espuminha, e por isso embola (só enquanto molhado) o cabelo quando aplicado sobre ele….se por um acaso voces já usaram algum produto contendo lanolina que não tenha embolado o cabelo, entao é porque só colocaram o cheiro da lanolina..rsrsrs
Eu também usei a ampola de linho e deixou meu cabelo bem macio, gostei do resultado e também indico!
Quer conhecer os produtos Marie SOLTI é só acessar a loja virtual : lojavirtual.mariesolti.com.br

Super beijus a todos(as),

Re Rosa.

Estrutura do cabelo – parte 4 – vídeo

10 out

Oi Pessoal,

fiz um videozinho mostrando o ph de 2 aminoácidos: acido glutamico e cisteina…reparem q com acido glutamico o ph ficou quase igual, mas adicionado a cisteina na agua com acido glutamico o ph foi para 2 a 3,00!

O video não ficou tão bom, pois não estou acostumada a me gravar..rsrs…mas no futuro eu melhoro! eu acho! rsrrs

Eu andei testando o acido glutamico em meu cabelo junto com um shampoo e adorei o resultado! Usei tbém uma ampolinha comercial de uma marca que contém o ácido glutamico e o resultado foi similar! ;-D

Se quiserem que eu faça testes com outros aminoácidos é só falar!

Beijus moleculares,

Re Rosa.

A estrutura do cabelo – parte 2

3 out

CLASSIFICAÇÃO DOS AMINOÁCIDOS QUANTO ÀS PROPRIEDADES FUNCIONAIS – neutro, ácido ou básico??

Na Parte 1 eu havia falado para vocês que na parte 2 eu explicaria como identificar as cadeias laterais (os grupos R) dos aminoácidos que são ácidos ou básicos, aí vamos nós!
Os aminoácidos podem apresentar caráter neutro, ácido ou básico.

Aminoácido neutro (serina, a treonina, a tirosina, a glutamina, e a asparagina):

– possui número de radicais carboxila igual ao número de radicais amino.

Aminoácido ácido (ácido glutâmico e o ácido aspártico):

– possui número de radicais carboxila maior que o número de radicais amino.

Aminoácido básico (histidina, a lisina e a arginina):

– possui número de radicais carboxila menor que o número de radicais amino.

Dois aminoácidos podem se ligar  com a perda de uma molécula de água a partir de do -COOH de um aminoácido e do grupo-NH2 do outro, como mostrado na Figura abaixo:


A molécula resultante, chamado de dipeptídeo, tem ainda um grupo -NH2 em uma extremidade e um grupo -COOH na outra, podem ocorrer reacções semelhantes com outros aminoácidos para formar tri-, tetra- e pentapeptidos.

Cadeias peptídicas contendo mais de 50 aminoácidos de comprimento são geralmente chamadas de proteínas.

A Queratina do cabelo, assim como todas as outras proteínas, consiste em cadeias de muitos aminoácidos ligados entre si por ligações de amida (péptidio) . A ordem destes aminoácidos ao longo da cadeia é chamada de estrutura primária da proteína e forma as 3 letras  dos aminoácidos, por exemplo, -Gly -Ala cys -gln -glu -lys -asp, entre outras.

Proteínas pode ser constituídas por milhares de aminoácidos.
A Queratina do cabelo tem uma proporção de até 14% do aminoácido cisteína (Cys). Veremos em breve que isto é altamente significativo no que diz respeito às propriedades do cabelo.

Nos próximo tópicos da Parte 3 e 4 veremos o ácido tioglicólico e a quebra das ligações S-S…mmm…e você já deve ter ligo que quebra das ligações de Enxofre podem causar o alisamento dos cabelos ne?

Beijus moleculares a todas(os)!

Re.

A estrutura do cabelo (Aminoácidos, péptidos e proteínas) – Parte 1

2 out

Pessoal,

Vi um artigo bacana super detalhado sobre a estrutura do cabelo e resolvi traduzir e postar aqui! Porém separarei em Parte 1, 2, 3 e 4 para não ficar muito longo!

Aqui postarei a Parte 1, voilá!

O cabelo é em grande parte composto da proteína chamada queratina. Queratina não é um composto único, mas uma família de compostos relacionados. Como todas as proteínas, ela  é um ácido poliamino.

Existem 20 aminoácidos que ocorrem naturalmente nos em seres vivos. Eles todos têm a fórmula geral em que a cadeia lateral R pode ser uma variedade de grupos.

Eles são chamados α-aminoácidos (ou 2 amino acidos) para indicar que o grupo-NH2 e o grupo-COOH está ligado ao mesmo átomo de carbono. No qual o mais simples α-amino ácido , está a glicina (ácido aminoethanoic), R = H. Veja que é o Hidrogênio ligado ao R da cadeia acima!
Os aminoácidos são compostos bifuncionais – o grupo carboxílico é ácido e tende a perder um próton e o grupo amino é básico e tende a adquirir um próton. Devido a isso, existem aminoácidos chamados “Zwitterions”, +H3NCH(R)COO. Embora em geral Zwitterions neutros têm cargas iónicas, o que explica porque os aminoácidos são sólidos cristalinos, apesar de suas massas moleculares serem relativamente baixas. Portanto eles são cristaizinhos!!

Zwitterion, do alemão “zwitter” (híbrido), “sal interno”  é um composto químico eletricamente neutro, mas que possui cargas opostas em diferentes átomos. O termo é mais utilizado em compostos que apresentam essa cargas em átomos não-adjacentes. Podem se comportar como ácidos ou bases, portanto são  anfóteros.

Os aminoácidos, por exemplo, se comportam como ácido por causa do grupo carboxila (-COOH) e como bases por causa do grupo amina (NH2). Isso possibilita a reação da parte ácida com a parte básica, gerando um sal. Como ela se dá no mesmo composto, o sal formado é chamado de “sal interno”

Nas representações em 3D, átomos de carbono são de cor cinza,  hidrogênio é branco, oxigênio é vermelho, azul nitrogênio é azul e enxofre é amarelo.

Os 20 que ocorrem naturalmente aminoácidos pode ser examinado na Figura abaixo.

Na parte 2 vermos que ao olhar para as estruturas dos aminoácidos. Irão ver que alguns deles possuem cadeias laterais (os grupos R) que são ácidos ou básicos

Um super beijo molecular!

Re.